História do casamento | Onde surgiu e suas origens

O casamento no “grosso” é uma tradição, cerimônia como qualquer outra, a diferença que essa tradição

envolve mais laços afetivos e amorosos do que quaisquer outras. O estilo de casamento atual é muito padronizado, mas ele sofre diversas mudanças até chegar no formato como está hoje.

Viu um rapaz, uma moça? Gostou? Namorou? Casou! Hoje em dia é muito fácil dar-se em casamento e

vice-versa, mas outrora não era assim, antes era mais difícil e você se quer podia escolher com quem

desejaria passar o restante de sua vida.

Muitas jovens eram vendidas por seus pais para “idosos” que possuíam bens, isso é venda de pessoas, ninguém merece viver para sempre com uma pessoa na qual ela não gosta, infelizmente na época ninguém pensava dessa maneira,

e pensava, as mulheres que eram vítimas de sua famílias e da cultura e tradição da época.

Que destino cruel, não acha? Ficou curioso? Acompanhe o restante do artigo e confira a História do Casamento | Onde surgiu e suas origens.

É algo bastante nítido que o casamento é uma das várias tradições que existem na sociedade, todavia, é

uma das consideradas mais antigas e espalhadas pelo mundo.

A imagem de casamento está fortemente ligado ao Cristianismo, e para ser mais preciso, à Igreja Católica Apostólica Romana.

O casamento formalmente visto e realizado, nada mais é do que um contrato mesclado com uma

cerimônia que irá celebrar, comemorar com o intuito de estabelecer uma união conjugal, cujo o noivo e

a noiva possuem o desejo de passar o restante da vida juntos, em conjunto, compartilhando interesses e responsabilidades.

Mas como citado no início do artigo, as primeiras maneiras de casamento eram vislumbradas como formas de aproximação entre grupos sociais.

Conhecem as sociedades Anglo-saxãs?

Pois bem, elas viam o casamento como uma oportunidade de formar alianças e conquistar aliados, tantos por meios familiares quanto por nacionalidade.

Na época, os casamentos eram arranjados pelos pais dos noivos, que tinham como intuito principal não

o amor, mas sim, de estreitar laços e promover melhoras para suas famílias, dando suas filhas em casamentos para famílias com bens mais significativos.

Como nessa sociedade tribal citada acima, o casamento era utilizado na Europa medieval com o mesmo

intuito, manter laços políticos e militares. Visando manter e assegurar a estabilidade econômica e política de certa região.

Em 1670, o divórcio começou surgiu a partir de decisões que tinham o poder de quebrar essa relações de matrimônio, mas somente em casos específicos.

Em 1836, o casamento meio que abandonou os laços religiosos, pois passou a surgiu a união civil, e não somente religiosa, isso ocorreu na Europa.

Nos dias atuais, os casamentos estão sendo bastantes discutidos por conta de diversas aprovações de casamentos homoafetivo, ou seja, casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Esse é um assunto que tem tomado nível internacional, sendo permitido em alguns países.

Confira essa curiosidades que poucos conhecem sobre os casamentos.

O buquê da noiva antigamente era feito com diversas misturas de alho e ervas. O alho afastava espíritos ruins e ervas iriam garantir que a união desse frutos.

E é isso, espero que tenham gostado! Abraços!!

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *